A verdade sobre mudar de país

13.11.2019

Viemos para a Áustria com a cara e a coragem.

 

Vendemos tudo que tínhamos no Brasil, empacotamos o essencial, nos despedimos e partimos. Uma baita aventura, né? Mas tem algumas coisas que vocês, leitores, talvez não saibam...

 

Meu visto demorou (muito) mais do que deveria e eu quase tive que voltar pro Brasil. Alugar uma casa foi mais complicado do que imaginávamos. O primeiro emprego não foi exatamente o que esperávamos. A escolinha do Nicolas nos decepcionou. A grana começou a apertar. Aprender alemão parecia quase impossível.

 

E por que eu estou compartilhando isso aqui no blog?

 

Porque nada veio fácil. Porque antes de ficar bom, ficou ruim. Porque foi preciso muita paciência e resiliência. Não havia (e não há) garantia de nada e tivemos que aprender a conviver com um monte de incertezas. Como eu costumo dizer, foi “caldo atrás de caldo” até finalmente aprendermos a nadar.

 

E a principal lição que ficou de tudo que vivemos foi: não temos o controle da vida, mas podemos controlar as nossas ações. Podemos escolher como reagir a determinadas situações, quais aprendizados tirar dos momentos difíceis e como enxergar o lado positivo em tudo.

 

E você, que está pensando em se mudar de país ou acabou de se mudar e as coisas não estão como você gostaria, saiba de uma coisa: está tudo bem, se uma coisa não der certo, é só buscar outros caminhos.

 

A vida não acaba porque você mudou de país e ainda não conseguiu um emprego. Você pode aproveitar seu tempo livre para descobrir novos hobbies, estudar alguma coisa que te interessa, cozinhar, inventar brincadeiras para as crianças, sair para correr, para fotografar...

 

A vida não acaba porque você ainda não consegue se comunicar através do idioma local. Na verdade, ela está apenas começando no momento em que você aprende as primeiras palavras. Não se cobre tanto, tenha paciência e descubra qual é o melhor método de aprendizado para você - aula presencial, aula virtual, livros, filmes, seriados?

 

Tá tudo bem se você está tendo dificuldades em se adaptar a uma nova cultura. Tudo que somos é resultado do ambiente em que crescemos, da forma como fomos criados, da influência de nossas famílias e amigos. Aceitar o novo não é fácil, mas nos transforma, nos permite ver o mundo com outros olhos.

 

Vai por mim, a vida não acaba não. Mais importante do que aquilo que te acontece é como você reage aos acontecimentos.

 

 

 

Share on Facebook
Please reload

Posts em Destaque

Visto de permanência e cidadania austríaca

06.11.2018

1/3
Please reload

Posts Mais Recentes
Please reload

Siga a Gente
  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
Nosso Canal
  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • YouTube - Black Circle

Desde 2017 por Bruna Schaefer

Todos os direitos reservados